Análise: Injustice: Gods Among Us

 Plataforma utilizada: PS3
341155

Usando a telepatia aquática

Intro

Você já imaginou como seria uma batalha entre Batman vs Superman em cima do Daily Planet? Ou mesmo um brutal combate entre Mulher Maravilha vs Lex Luthor usando sua armadura de batalha no centro de Metrópolis? Qual seria o estrago? Gostaria de assistir esses combates? E joga-los? Assumindo o controle de um desses famosos personagens dos quadrinhos? Bem, isso agora é possível com Injustice: Gods Amongs Us! Desenvolvido pela produtora NetherRealm Studios, a mesma por trás de jogos de luta aclamados como: Mortal Kombat vs DC Universe e também Mortal Kombat 9, traz mais um titulo no gênero de luta, que novamente deve mudar o conceito de jogos desse gênero.

Jogabilidade

Em injustice: Gods Amongs Us, você conta com 24 lutadores. Entre eles, 12 heróis e 12 vilões. O jogo utiliza o Unreal Engine 3, o mesmo motor gráfico dos jogos anteriores da produtora. Esse motor se destaca no gênero de jogos de luta, por trazer mais realismo aos movimentos dos personagens. A jogabilidade está mais dura, com saltos ligeiramente mais lentos, e recuperação pós-golpes demorada. Isso faz com que o gameplay fique mais dependente dos combos. Há medidores de energia que são carregados para aplicar super-golpes, incrementar um golpe especial ou ainda para efetuar a manobra de impacto (usada para cancelar um combo). Quando você aplica essa manobra, você recupera uma quantidade X de vida, em um nível de aposta feita durante o impacto utilizando o medidor de energia. Caso você tenha sofrido essa manobra, e ganhe a aposta, você retira uma quantidade de energia do oponente baseado nela.

injustice_raven_vs_joker.0_cinema_640.0

Cada lutador contará com uma funçõa chamada TRUQUE, que seria um movimento especial de acordo com cada personagem. Por exemplo: o Batman traz 3 batarangs robóticos que podem ser usados tanto para atacar, como para defender. A Mulher Maravilha, pode mudar o estilo de combate, alternando entre chicote, e espada e escudo. Outro destaque vai para o cenário, que pode ser utilizado de várias formas. Ao apertar o botão em determinados locais, o jogador pode arremessar o oponente no plano de fundo, acionar algum mecanismos que ataca os inimigos, ou utilizar o ambiente para fuga. A equipe de desenvolvimento teve o trabalho de não deixar essas ações genéricas, ao personalizar a ação de cada personagem com o mesmo objeto. um exemplo, na fase da mansão Wayne, existe uma moto que é frequentemente usada pelo Asa Noturna. Nesse caso, ele a utiliza para atropelar seu oponente, quando utilizada por Bane, o mesmo a arremessa contra seus oponentes com ódio e brutalidade. Existe também os “Golpes Especiais”. Nossos heróis esbanjam suas habilidades e poderes, de forma até exagerada quando se trata por exemplo, de Lex Luthor, que acessa um satélite em órbita para disparar através dele, uma poderosa rajada de energia capaz de causar uma explosão nuclear. Sim, é exagerado, porém divertido. Esse movimento também pode se tornar uma ótima saída para contra-atacar, ou emendar combos.

341150

Modo História 

Um dos grandes pontos fortes desse jogo, é o modo história. O modo história de injustice acontece em um universo paralelo, onde acontecimentos desastrosos, causaram morte e destruição. Como consequências levaram à loucura um dos heróis mais poderosos, e simbolo da justiça na terra. Superman! Digamos que nesse universo paralelo os heróis são nossos vilões, no qual foi imposto um regime criado pelo Superman desse universo, chamado de “One Earth”. Com uma boa estratégia de marketing a DC Comics lançou a HQ Injustice: Gods Among Us, que detalha o plano do Coringa para destruir Metrópolis, o que o Superman perdeu no processo, e todo o conflito até o regime ser instaurado no mundo. A história é escrita por Tom Taylor, e conta com arte de Jheremy Raapck e Axel Gimenez. Dependendo do sucesso do game, a HQ continuará a ser publicada. Para os fãs, infelizmente essa HQ só esta disponível nos USA. Para sabermos o que realmente aconteceu antes da nossa aventura começar, faz-se necessário fazer uma leitura desses HQs. Porém, isso não atrapalha ou compromete o entendimento ou a diversão no modo História. O desenvolvimento dessa parte é bem bacana, dando a sensação que estamos assistindo a um filme animado da Liga da Justiça. A dublagem dos nosso heróis são as mesmas da serie de tv da liga da justiça. Somente Batman sofreu alterações na voz devido a troca de seu dublador característico Marcio Seixas, por Ettore Zuim, dublador dos recentes filmes do Homem-Morcego.

341149
Extras

Fora o modo História, há também o modo “Batalhas”, que possui vários tipos e formas de combate. Mas o que realmente permite liberar o final de cada personagem é a “Regular”. Com as cartas de acesso, você poderá desbloquear vários tipos de modos de batalhas. Entre elas, “Envenenado” – onde seu personagem lutará cada round com a energia diminuindo, ou “Mistério” – no qual em cada round há um redutor ou benefício misterioso. Existe também, o modo “Laboratórios S.T.A.R.S”. Nesse modo, o jogador passará por lutas que envolvem desafios, mini-games, e objetivos onde o jogador pode adquirir estrelas. São dez para cada personagem do game, com direito a uma arte inicial explicando a aventura que está sendo retratada ali. A opção Arquivos contém as conquistas do jogador, ícones, fundos, e retratos para personalizar sua Carta de Herói. Há também o acesso ao Sala de Justiça, com histórico dos personagens e conteúdos para serem liberados, como fundos, músicas, trajes e novas modalidades de batalha.
341148
Multiplayer

O modo multiplayer de injustice ficou consideravelmente melhor do que os os jogos recentes da produtora. Quase sem lags e delays, melhorando assim a jogabilidade. A única novidade, é o desafio diário. A cada 24 horas, o jogo exige que o jogador cumpra esse tal desafio para um aumento extra de XP no level de jogador. Exemplo: o jogador deverá enfrentar 5 Batmen numa partida online e derrota-los, ou até mesmo disparar 10 vezes a visão de calor do Superman, e acertar seu oponente. Do restante, continua o mesmo com salas privadas, partidas de ranking, partidas com modo espectador (você pode assistir uma luta de seus adversários enquano espera sua vez de lutar), ou o Jogador poderá até mesmo criar uma partida privada para convidar amigos. Nada surpreendente. Hoje pode-se dizer que isso é o básico em um jogo de luta em um modo online.

341152
Gráficos e cenários

Os gráficos do jogo são bem feitos em comparação aos jogos anteriores da produtora. Principalmente, pela exigência da interação com o cenários. Os personagens estão mais bem animados, com mais detalhes, e possuem uma boa proximidade com suas versões em quadrinhos. Porém, cabe registrar que a produtora deveria ter caprichado um pouco mais na aparência das mulheres do jogo. No caso de Ravena e Nevasca, pode-se dizer que estão mais parecidas com suas atuais versões no universo DC. Mas no caso da Mulher-Maravilha não parece ser tão maravilha assim… ela esta um pouco bruta demais! Bem menos feminina do que deveria ser, fazendo alguns até duvidaram se realmente é uma mulher ali. Para nosso alívio, seus trajes extras a deixam com uma aparência mais feminina. Os cenários estão bastante detalhados, e destrutivos. Na medida que a luta segue, os cenários vão se desfazendo, destacando um certo tom de realidade no combate. Não podemos também deixar de citar que nas transições de uma fase para outra, a produtora não poupou esforços e causou um show de destruição e brutalidade. Porém, um certo atraso, tira um pouco da dinâmica de combate, e alguns dirão que isso causa um certo desequilíbrio na luta. Mas felizmente, existe a opção de desligar essa transição para aqueles que desejarem um combate mais justo. Apesar disso, notamos que no modo História, as fases e cenários caberia mais polimento. Mas para um jogo de luta está acima da média.
341154
Resultado final

Injustice: Gods Among Us, consagra-se como um jogo com temática e personalidade própria. Um game de luta com heróis e vilões bem balanceados, e com visual moderno que agrada até mesmo os que não são fans da Liga da Justiça, ou até mesmo do Universo DC. Mais um bom jogo de luta da produtora NetherRealm, que vem se destacando no gênero, e digamos que a DC Comics e a  Warner Bros ficaram felizes com o resultado final da produtora. Esperamos mais games dessa franquia, pois o resultado final superou muito as expectativas, acredito que todos que esperavam que Injustice seria um Mortal Kombat de heróis, se surpreendeu com o resultado final. Apesar de algumas falhas, Injustice merece credito.

Este author avaliou Injustice: Gods Among Us, com a nota B!

  • Thunder

    Gostei da análise!